3.19. Cheque de cintos de assento

O barulho que surge no momento da toma de um cinto é normal. No barulho aumentado é necessário substituir um cinto. Não é necessário aplicar o óleo ou o lubrificante à eliminação barulhenta em absoluto. A máquina automática da toma e uma tensão de um cinto por razões da segurança não devem classificar-se.


1 Completamente estendem um cinto de assento e verificam uma fita a disponibilidade dos fios danificados. Se houver atritos sem o escritório de fibras, o cinto não deve substituir-se.


2 Danos podem ser uma consequência, por exemplo, de interferência de um cinto ou influência do cigarro ardente. Neste caso o cinto deve substituir-se.
3 Na presença de mastigações sem sinais do dano de fios não é necessário substituir um cinto.
4 O cinto que tem o curso pesado deve verificar-se se tem se torcer. Se necessário é necessário retirar o revestimento na tortura central.
5 Se a máquina automática da toma não funcionar, o cinto tem de substituir-se (trabalho CENTENA).
6 a fita de um cinto pode compensar-se só sabão e água. Não é necessário aplicar com esta finalidade solventes ou limpadores químicos em absoluto.