5.2. Aquecedor e condicionador de ar de salão

Esquema de um contorno do condicionador de ar de salão

1 — o torcedor
2 — evaporador
3 — um regulador
4 — acessão de serviço de pressão baixa
5 — acessão de serviço de alta pressão
6 — um desumidificador
7 — o condensador
8 compressor:

e — ar externo para esfriar do condensador
b — ar quente, leva-se ao ambiente externo
com — não ar esfriado que passa pelo torcedor de aquecedor
d — o ar esfriado que vem a salão
E — alta pressão (líquido refrigerante em uma forma gasosa)
Em — alta pressão (líquido de líquido refrigerante)
Com — pressão baixa (líquido de líquido refrigerante)
D — pressão baixa (líquido refrigerante em uma forma gasosa)


Aquecedor. Modelos sem condicionador

1 — o torcedor
2 — um clipe
3 — resistores adicionais
Para passos separados do torcedor
4 — o direito de bloco de condução
5 — o microcomutador
6 — transferem para o ajuste de portas
7 — uma caixa acalentadora
8 — uma armação de caça
9 — selando colocação
10 — uma cobertura de torcedor
11 — o painel de controle avançado

12 — o comutador
Para aquecer-se do vidro traseiro
13 — o comutador de torcedor
14 — esboço
Para ajuste de temperatura
15 — um suporte de forma triangular
16 — o rolo
Passeio de portas airdistributing
17 — uma cobertura de unidade de controle
18 — o parafuso
19 — a maçaneta


Aquecedor. Modelos com o condicionador

1 — o torcedor
2 — um suporte de forma triangular
3 — o regulador de torcedor
4 — sensor de temperatura
5 — o passeio de porta de ventilação
6 — uma caixa de aquecedor/condicionador
7 — a porta de ventilação
8 — selando colocação
9 — uma cobertura de torcedor
10 — uma armação de caça
11 — o parafuso, M4 x 14

12 — uma cobertura de lado de uma caixa de um aquecedor
13 — uma drenagem de mangueira
Para o compressor de condicionador
Aquecedor adicional do motor diesel
14 — um aquecedor adicional
15 — o portador
16 — o consolo
17 — o parafuso de M8 x 20, 24 N • m
18 — uma noz
19 — um nível
20 — o consolo


Portador do compressor do condicionador. Os modelos 316i, 318i

1 — o compressor
2 — o portador
3 — um pino, M8 x 55
4 — um pino, M8 x 100

5 — o dispositivo de tensão
6 — o parafuso de Torx, M8 x 55
7 — bordo um cinto


O ar puro vem ao salão por uma caixa vozdukhosborny, o filtro de ar da ventilação do salão e uma cobertura do torcedor. O ar passa por uma caixa de um aquecedor e distribui-se via várias portas em bocais separados. A provisão aérea define-se pela velocidade de motor elétrico de torcedor.
Dependendo da temperatura estabelecida no salão o ar puro pode ir ao trocador de calor. O trocador de calor localiza-se em uma caixa acalentadora e aquece-se pelo líquido de esfriamento quente. O ar que passa pelo trocador de calor esquenta-se em consequência da lavagem de chapas do trocador de calor e logo vem ao salão. O poder termal de um aquecedor regula-se por um consumo de esfriar o líquido. Com esta finalidade a válvula eletromagnética nos serviços de oleoduto líquidos.

O motor diesel devido à eficiência mais alta tem a produtividade termal insignificante. Por isso, aqui a instalação de um aquecedor separado que se necessário além disso aquece o líquido que esfria necessita-se. O aquecedor adicional aquece-se com o combustível da bomba de combustível separada e se necessário une-se automaticamente.


Aquecimento sem condicionador: a Temperatura no salão pode estabelecer-se pelo regulador. Por meio de dois outros reguladores a velocidade do torcedor de quatro etapas de um aquecedor determina-se e a distribuição de ar em bocais faz-se.

Condicionador: a Temperatura no salão estabelece-se por uma chave no painel de controle e expõe-se em um conselho digital. Segundo ele o monitor eletrônico do equipamento automático do condicionador regula a abertura do guindaste de um aquecedor dependendo da temperatura no salão. Os sensores de temperatura aéreos no salão estão no painel de controle atrás de treliças de uma entrada aérea. A regulação eletrônica permite manter a temperatura aérea no salão de uma constante, independente da velocidade do carro e temperatura externa.

No momento da ligação do ar de condicionador no início esfria-se, seca-se e logo dependendo do valor estabelecido da temperatura aquece-se novamente.

Se a absorção de ar puro não se permitir, por exemplo, na qualidade má de ar externo, o sistema pode trocar-se pressionando da chave correspondente ao modo de circulação. Ao mesmo tempo no salão o ar interno circula.

 


No momento da inclusão "do Controle de Automatischer Umluft" ("Controle automático da circulação" - o equipamento especial) o sistema junta-se independentemente no modo de circulação logo que no ar externo os componentes perigosos, por exemplo, a fuligem da combustão do combustível diesel apareçam. Se a qualidade de ar externo se restaurar novamente, o sistema automaticamente liga ao consumo de ar externo.

Operação do condicionador

O condicionador funciona como o refrigerador: o compressor posto em movimento do motor elétrico comprime o líquido refrigerante em uma fase de gás, livre de FCKW (R 134 e), e não realização de dano ao ambiente. O líquido refrigerante aquece-se ao mesmo tempo e vai ao condensador. Lá esfria-se e liquefaz-se. Via a larga válvula o líquido refrigerante estende-se e vem a evaporador onde devido à pressão baixa se evapora. Em consequência do processo de expansão a passagem aérea pelo sistema de tubos e chapas do lado de fora dá o calor.

Assim, o ar esfria-se, e a umidade que se contém nele transforma-se no condensado que se leva fora de limites dos carros.

No motor de trabalho e o ventilador ligado no salão por meio de várias aberturas o ar esfriado pode trazer-se. A intensidade do esfriamento depende da temperatura estabelecida e a velocidade do motor elétrico do torcedor.

O monitor eletrônico constrói-se em um elemento da gestão do condicionador.

No condicionador o condensado retirado fora de limites dos carros forma-se. É o modo normal e não indica a existência de nenhum mau funcionamento no carro.

O reparo do condicionador não se descreve aqui. Estes trabalhos têm de executar-se nas condições de uma oficina especializada.

Não se permite abrir um contorno do esfriamento do condicionador como o golpe de líquido na pele pode causar uma ulceração.
No momento do golpe casual de líquido na pele imediatamente lavam-se fora o lugar da derrota pela água fria dentro de não menos de 15 Líquido de um minuto do condicionador não tem cor e um cheiro mais pesado do que o ar. No rombo de esfriar o líquido há um perigo de envenenar na parte mais baixa do carro (a disponibilidade de líquido não se sente).